6 posições sexuais que não cansam

6 posições sexuais que não cansam

6 posições sexuais que não cansam

As mulheres são frequentemente acusadas por serem muito dominadoras, inseparáveis do seu chicote imaginário e rigoroso, ou muito preguiçosas, esperando pelo orgasmo como por um amigo que só veem de vez em quando. Mas entre os acompanhantes, as tolerância para com os extremos femininos é muito comum.

Os profissionais aceitam tudo, desde que a sua vida, o pénis e o sentido do olfato não sejam ameaçados. Gostam de atuar mesmo em condições “desfavoráveis” ou precárias, como os momentos quando as senhoras vêm visitá-los cansadas e quase não fazem algum gesto, ou quando o “ambiente” onde têm de atuar (fora do local próprio) deixa muito a desejar.

Excepto as situações quando a obsessão das clientes para com a passividade está à beira do patológico, a tendência ocasional de preferir a apatia nos lençóis tem circunstâncias atenuantes. Contudo nesse caso as culpadas pagam... e muitas vezes, muito!

Além do benefício dos “mimos” efémeros a pagamento, a falta de energia pode surgir a qualquer momento. Por causa do trabalho, colegas, marido, pais, sogros, vizinhos, do café da manhã, do tempo, do próprio temperamento ou simplismente por causa das múltiplas prepocupações inúteis que geralmente giram em torno do universo feminino complicado. Às vezes, com a participação dos astros desfavoráveis, ela surge mesmo no dia festivo do encontro com o namorado a pagamento, trazendo consigo ritmo lento, sonolência atroz e automaticamente, uma forte tendência para as posições sexuais menos solicitantes.

Para as mulheres nesse tipo de situações, eis aqui algumas sugestões:

1.-A posição do missionário. Extremamente condenado pelas pessoas que querem revolucionar definitivamente o sexo, o “missionário” comprova a sua utilidade quando a protagonista for meio adormecida, tiver dores de cabeça, dores musculares, pretensão de não mover um dedo, preguiça crónica ou outras condições excistenciais similares (específicas ao seco “delicado”).

Para aplicar o plano do amor “missionário” só é preciso ter um homem dotado e um colchão confortável.

Uma vez verificados esses dois requisitos, pode deitar-se tranquilamente, olhando para o teto como se fosse uma enorme tela onde vai haver logo artifícios. Mas faça o possível para parecer o mais sexy possível nessa posição. E não adormeça logo nos primeiros 5 minutos.

2.-De lado. Como seu nome sugere, a posição implica que você fique deitada de lado, como gajo atrás, bem colado ao seu corpo e os próprios pés colocados de maneira que possam criar um ângulo favorável à “invasão”... vaginal (ou seja o pé superior ligeiramente elevado).

Ao contrário das outras posições similares, igualmente preguiçosas e que convidam para o sono ou meditação transcendental, essa tem uma vantagem. Ou seja, permite-lhe controlar o ritmo e a profundidade da penetração.

Se sonhar com um momento de inércia absoluta, onde simplismente o facto poder ser presente na expectativa é muito lisonjeadora, abandone-se nos braços dos sedentarismo e ofereça a última gota de controle ao seu parceiro. Não se complique com a obsessão das “rédeas”.

Este é um sonho de todas as senhoras desinteressadas em emagrecer ou em fortalecer os músculos com o sexo, nem em promover a imagem de vampe provocante.

3.-De barriga para baixo. O reverso do “missionário”, ficar de barriga para baixo com um travesseiro sob o abdome, segue o mesmo padrão da mulher preguiçosa... e do homem “aplicado”.

Para que tenha efeito garantido, deve-se adoptar a posição com confiança e sem remorsos por operar o parceiro como um corporativo no trabalho.

Se não lhe for permitida uma dose de egoísmo ao contratar acompanhantes, então quando será?

4.-Doggy style. A posição popular conhecida sob o nome de “doggy style” (aliás, nome muito eloquente), é o delício de muitos momentos íntimos. Os homens adoram-na como adoram o desporto ou a cerveja, e as mulheres praticam-na sentindo-se corajosas e ao mesmo tempo relaxadas.

Dado que o acompanhante não pode ver o seu rosto ou os seios, seria indicado compensar essa deficiência “visual” com o clássico estímulo auditivo... os gemidos. Vai haver satisfação de ambos os lados.

5.-A estrela do mar. As senhoras que gostam de receber tudo já pronto, e o prazer não foge à essa regra (pois é por isso que pagam de forma consistente), têm várias opções à disposição, a “estrela do mar” sendo das mais satisfátorias e reconfortantes também.

O nome trai logo o seu perfil. Realiza-se assim: a parte feminina deita-se na cama de mãos e pés abertos (com o cara virada para cima) e o homem... faz todo o “trabalho”. Para manter reciprocamentre o ritmo, os namoradinhos podem dar-se as mãos, trabalhando juntos para o mesmo objectivo do prazer final.

Graças a aproximação das coxas (que excercem pressão no clítoris) acelera-se muito o alcance do orgasmo. Portanto, deve absolutamente estar na lista, pois essa posição garante um resultado espectacular, com um investimento mínimo a nível de esforço físico.

6.-O esquadro. Não se deixe intimidar pela conotação matemática do nome. Não terá que fazer cálculos, medições ou aplicar o teorema de Tales de Mileto.

O sexo à esquadro ocorre da seguinte forma: a “princesa” fica deitada de costas (com o traseiro à beira da cama) e os pés ligeiramente dobrados, e o amante ocasional vai esticar-se entre eles (de joelhos no chão), perpendicular ao corpo que vai satisfazer plenamente, eventualmente suportando-se com uma mão na cama e estimulando o clitóris com a outra mão (se coordenar bem os movimentos e se não tiver problemas de artrite). Ao mesmo tempo, a personagem feminina pode “encorajá-lo” com os “abraços” das pernas cruzadas nas suas costas, para nem mencionar que pode mimar os próprios seios, para a delícia visual do parceiro, sensível (sem excepções) a esse tipo de espectáculos excitantes.

* * *

Úteis para as clientes que querem que a visita para o acompanhante seja simples (barata não a nível financeiro, mas do consumo de energia), as posições fáceis podem ser usadas esporadicamente, num quadro relaxante e alternante. Mas se passarem do estatuto de excepção para o de regra geral, elas reduzem enormemente o horizonte e poem em perigo as descobertas bem como as experiências excepcionais nesse campo.

www.interswingers.com