As perguntas mais frequentes sobre o que significa ser uma Acompanhante-feminina (bissexual)

As perguntas mais frequentes sobre o que significa ser uma Acompanhante-feminina (bissexual)

As perguntas mais frequentes sobre o que significa ser uma Acompanhante-feminina (bissexual)

“Todos os bons romances, todos os verdadeiros romances... são bissexuais.”
(Milan Kundera)

Como acontece quando estamos perante uma porta além da qual há o imprevisto, as mulheres que querem começar uma carreira como Profissionais do Sexo têm um grande número de perguntas cujas respostas não vão porém encontrar completas, pertinentes e satisfatórias em qualquer lugar e ainda menos... neste artigo. Pois ninguém, jamais, vai encontrar soluções aceitáveis em relação aos dilemas ou buscas de natureza íntima, noutro lugar que não seja a consciência própria.

Através de tais materias escritos tenta-se apenas uma tímida sugestão no final da qual, obviamente, será sempre a própria pessoa a decidir como e de que maneira considera esta viável ou concordante com as suas expectativas e orientações.

Então... eis aqui algumas perguntas e respostas, possíveis bóias informativas no oceano das futuras decisões que você vai tomar em relação à profissão de acompanhante-feminina (bissexual):

 

O que é a bissexualidade? A bissexualidade é uma manifestação da orientação sexual específica tanto aos homens quanto às mulheres, e caracteriza-se pela atracção estética e erótica (de forma desigual) por ambos os sexos (mulheres e homens) e implica também contactos sexuais.

A bissexualidade foi observada em várias sociedades humanas, mas também no reino animal. Os termos de bissexualidade, heterossexualidade e homossexualidade surgiram há relativamente pouco tempo, no século 19.

Nascemos bissexuais. Pelo menos esta é a conclusão da maioria dos estudos. Noutras palavras,, cada pessoa tem a bissexualidade inata, mas os factores sociais, religiosos, políticos, como também a falta de oportunidade, a supressão, a recusa ou a repressão levam à modelação de uma única manifestação: heterossexualidade ou homossexualidade. Outros estudos rejeitam de forma absoluta a bissexualidade como categoria social, avançando vários argumentos em favor da pertença única à heterossexualidade ou homossexualidade.

Mas a sexualidade continua desconhecida. Nenhum homem, estudo ou argumento pode explicar, etiquetar, classificar as pessoas com bases nesses critérios. Ser bissexual é provavelmente a forma mais elevada de expressão íntima, que oferece a oportunidade de experimentar o próprio erotismo na sua totalidade. No mínimo é injusto que as pessoas limitadas por uma única forma de sexualidade (heterossexual ou homossexual) estabeleçam o limite de uma chamada normalidade, termo que de facto torna-se cada vez mais relativo nos tempos modernos.

 

Esta profissão pode garantir-me o dinheiro necessário para uma vida decente? É óbvio que se você concentrou os seus pensamentos e interesse neste tipo de profissão, não fez isso por acaso. Alguém lhe disse sobre isso ou você viu alguém neste domínio de trabalho (e gostou da idéia) ou simplismente sentiu que a vibração sexual que há dentro de si, incita você para experimentar este caminho.

Mas, em qualquer uma destas três variantes ou na motivação que determinou você a analisá-las, tratou-se com certeza de dinheiro também! Porque SIM, as especialistas das alegrias carnais ganham muito mais do que a média dos rendimentos “comuns”, e se precisava de uma conferma... aqui está. A profissão de acompanhante, se for praticada com paciência, sacrifícios e sofisticação, pode tornar-se num verdadeiro negócio bastante rentável.

Mas aquilo que não deve omitir nas suas avaliações é que este caminho tem um período de rentabilidade muito curto. Especificamente, em torno dos 35 anos... você vai ter ultrapassado consideravelmente o período de “glória” deste tipo de actividade. Mas se você decidir dar seguimento aos seus desejos mais íntimos, o próximo período deve ser um período em que seria bom que o dinheiro administrar o dinheiro que ganhar com o máximo cuidado e contenção. Pode fazer isso através de investimentos em vários negócios ou salvá-lo em depósitos bancários para o resto da vida, quando provavelmente vai continuar a poder praticar na terra do erotismo, mas sem ter os mesmos níveis de sucesso e rendimentos.

 

O início é assim tão difícil? SIM, é mesmo bastante difícil. Muitas daquelas que abraçam com optimismo e confiança este “sonho” são forçadas a abandoná-lo logo depois de ter dado os primeiros passos, pois algumas situações na interacção íntima com os homens são capazes de ser realmente desmoralizantes ou difíceis de ser suportadas, especialmente se você imaginou tudo como uma linda história romântica, desenvolvida em interiores de luxo, com pessoas elegantes, champanhe e boa música... numa semiobscuridade lasciva. Não, infelizmente as coisas não são assim. Há de facto poucas situações em que as aventuras deste tipo têm um cenário... “artístico”.

Mas se você vai ter a força e ambição de superar os episódios negativos (inerentes a qualquer início), com o tempo vai aprender a lidar com as circunstâncias ingratas e especialmente a evitá-las!

 

Quais são os secretos do professionalismo nesta profissão? Há muitos detalhes e condições que podem criar os pre-requisitos do professionalismo nesta profissão, mas acima de tudo, para ter um ponto de partida mais favorável é preciso fazer alguns investimentos. Nenhum negócio pode começar sem um capital mínimo que apoie de forma concreta as suas idéias e acções.

Gaste muito e sem fazer compromissos por tudo o que tem a ver com a imagem pessoal, forma de se presentar na sociedade ou elementos que aumentam ou salientam aqueles seus traços que podem lhe trazer (com certeza) o sucesso. Para as acompanhantes, a presença física representa o factor decisivo em atrair os clientes e é por isso que tudo deve girar em torno desse objectivo.

Não negligencie nada que tenha a ver com a beleza corporal, roupa ou acessórios, pois para atingir um nível realmente alto, cada detalhe estético importa.

Eis aqui alguns pontos importantes de referência a esse respeito:

-O aspecto geral. É bom que você entenda que um aspecto vulgar ou indecente (que infelizmente tornou-se quase numa “uniforme” específica ao domínio erótico), não representa uma opção que deve adoptar como uma opção “de sucesso”. Só gostam disso os homens que consideram essas abordagens familiares, mas infelizmente não são eles aqueles capazes de transformar os seus sacrifícios em sucesso. Os clientes com algum ascendente social (e portanto com dinheiro também), educados, civilizados e bons conhecedores dos modos elegantes, querem mulheres de qualidade, distintas, elegantes, que lhes deem a sensação de elitismo e prazer cultivado, também a nível espiritual.

-O cabelo. O cabelo é um dos principais “pontos de atracção” pelos olhos e sentidos dos homens, às vezes ainda mais importante do que os seios ou os lábios. O brilho dos cabelos significa beleza, mas é também sinal de saúde. Com um pequeno esforço, o seu cabelo pode brilhar e atrair desta forma todos os olhares. Provavelmente é o detalhe que mais e melhor realça a sua feminilidade e sensualidade.

Seguem aqui algumas regras que devem ser prioridades nos cuidados do seu cabelo:

1.-Escolhe os produtos de cuidados segundo as necessidades do seu cabelo. Um dos principais erros quando se trata de cuidados do cabelo é usar produtos inadequados. Os produtos para cabelos oleosos, tingidos, danificados são concebidos especificamente para resolver tais problemas. Por exemplo, o excesso de oleosidade requer uma lavagem diária e precisa de um shampoo para uso frequente, que protege também o couro cabeludo contra a desidratação excessiva. Para os cabelos secos é recomendado usar os produtos ricos em lipídios, ceramidas e óleos naturais. Caso você tenha cabelos tingidos ou danificados, opte pelos produtos especialmente concebidos para esse tipo de situações, pois estes contém uma maior quantidade de condicionador e silício.

2.-Cuide dos cabelos de forma natural. Os remédios naturais são uma ajuda insubstituível para solucionar os problemas dos cabelos. Por exemplo: o vinagre. Os especialistas recomendam o vinagre para todos os tipos de cabelo, mas sobretudo para o cabelo oleoso. Uma colher de sopa de vinagre de maçã colocado na água que você vai usar para enxaguar o cabelo, pode fazer maravilhas. O vinagre é um bom remédio contra a caspa também.

3.-Uma alimentação saudável para um cabelo bonito. Independentemente do tipo de shampoo ou produtos de cabelos que você usar, se os nutrientes importantes faltarem da sua dieta ou se o seu estilo de vida não for muito saudável, o cabelo vai com certeza reletir isso. A deficiência de minerais (ferro, zinco), proteínas e calorias, tem como resultado um crescimento inadequado do cabelo, com uma raiz fraca, que tende a quebrar-se ou simplismente a cair. O cabelo seco ou quebradiço pode ser o resultado de uma deficiência de ferro, zinco e/ou vitamina C.

4.-Use condicionador. Este é um dos mais importantes conselhos que você deveria seguir. Sobretudo se tiver cabelos secos ou tingidos. O condicionador nutre e hidrata, prevenindo a quebra de cabelo. Use alternativamente o condicionador e uma máscara de cabelo. Enxaguar com água quente, seguida por um jacto de água fria, vai fechar as cutículas, conferindo ao cabelo um aspecto brilhante.

5.-Alguns breves conselhos importantes:
a)-Não use demasiados produtos cosméticos. Vai carregar desnecessariamente o cabelo e vai sufocá-lo.
b)-Escove o cabelo antes de o lavar. Fazendo assim vai remover algumas das impurezas.
c)-Depois da lavagem, faça uma massagem delicada ao couro cabeludo para melhorar a circulação sanguínea.
d)-Enxague bem para remover o shampoo.
e)-Não use água quente durante a lavagem.
f)-Se o tempo permitir, deixe o cabelo secar naturalmente. Fazendo assim vai mantê-lo hidratado e o cabelo vai ter um aspecto muito mais saudável.
g)-Use a escova apenas quando o cabelo for secado. O cabelo molhado é frágil é pode quebrar facilmente.
h)-Limite o mais possível o uso de ferros de ondulação ou dos alisadores. As temperaturas elevadas afectam dramaticamente a saúde, estructura e aspecto do cabelo.

-A pele. Não siga a idéia das maquilhagens “estridentes” e abundantes, esperando que assim vai esconder as imperfecções da pele ou atrair com mais facilidade a atenção. Uma maquilhagem deste tipo é específica a uma certa categoria de mulheres, a qual com certeza que não quer ser associada. Além disso, o uso excessivo de cosméticos pode levar-vos a incidentes muito embaraçosos: com o suor ou as carícias do parceiro (na intimidade), os produtos de maquilhagem, a fundação, o pó-de-arroz ou o rímel é muito possível que se transformem numa espécie de pasta pegajosa, pronta para escorer de forma desajeitada nas suas bochechas.

Afim de ajudar você, mas também de dissolver alguns mitos que têm a ver com os cuidados da pele, fomos pedir pelos conselhos de alguns médicos. Eis aqui algumas breves recomendações:

1.-“Limpar o rosto várias vezes ao dia protége a pele facial da acne”. Falso! As soluções duras de limpeza facial, à base de sabão, destroem o equilíbrio da pele e absorbem o sebo natural, o que leva à uma secagem excessiva da pele, inflamação ou irritação, como também à provocação da acne. As soluções à base de água que não contêm sabão, são igualmente eficientes, agendo porém delicadamente. Opte pela espuma ou gel de limpeza para a pele oleosa e apenas pelo leite desmaquilhante ou as loções micelares para a pele seca. Não use absolutamente as sabonetas naturais.

2.-“Ignorar a limpeza do rosto antes de dormir não afecta a pele”. Falso! Não limpar o rosto antes de dormir (à noite) priva a pele dos processos metabólicos importantes que só acontecem à noite. Por exemplo, uma pele seca e não limpa antes de dormir não tem possibilidade de ter uma boa hidratação, a pele oleosa de lutar contra a acne e a pele pigmentada perde o processo de braqueamento e uniformidade.

3.-“Quanto mais agressiva for a esfoliação, mais brilhante será a pele”. Falso! A esfoliação é uma etapa obrigatória no processo de cuidado da pele, através da qual as células mortas regeneram, revitalizando a pele e aumentando o poder de penetração dos cosméticos. Mas... a pele precisa de uma esfoliação muito mais delicada. A pele seca é facilmente ferível com um tratamento desse tipo (radical), portanto neste caso até pode ignorar a etapa da esfoliação. Os produtos “incisivos” são capazes de inflamar irreversivelmente a pele pigmentada e piorar a acne no caso da pele oleosa. Em contrapartida, a pele normal pode ser exfoliada diariamente.

4.-“Os produtos sem óleo e aqueles que à base de álcool devem ser evitados”. Falso! A pele secreta sebo naturalmente. Renunciando aos produtos sem óleo, ocorre o ressecamento da pele, o que produz um efeito contrário: uma secreção ainda maior de sebo. As soluções de limpeza do tipo “água em óleo” eliminam as toxinas sem danificar a barreira protectora da pele. A fobia de álcool também não é justificada. As vitaminas A e E, os umectantes, emulsionantes e antiodixantes são substâncias alcoolicas benéficas. A evitar (sobretudo pelas mulheres com pele seca) é apenas o álcool que há geralmente nas loções tónicas.

5.-“Os produtos de maquilhagem provocam acne”. Relativamente verdadeiro! Os produtos cosméticos à base de óleo, as fundações ou o blush, podem fechar os poros. Alguns produtos duros de camuflagem, como o pó-de-arroz ou as fundações profissionais, podem entupir os poros e alimentar a acne, não provocá-la. Além disso, a fundação compacta é contra-indicada no caso das peles secas. Os cosméticos minerais, ligeiros, são uma alternativa melhor para qualquer tipo de pele.

6.-“Os cosmeticos usados precocemente provocam rugas”. Falso! A maquilhagem não sufoca a pele. Se for assim, o mundo seria cheio de mulheres doentes. A pele nutre-se permanentemente apenas com oxigênio e nutrientes do sangue, não do ambiente externo. Embora uma fundação mais dura possa dificultar a absorção dos nutrientes em certa medida, não pode inibir a oxigenação da pele. É mais provável que a pele não desmaquilhada antes de dormir possa acelerar o aparecimento das rugas.

7.-“Os cremes anti-rugas caros são mágicos”. Relativamente verdadeiro! A maioria dos cremes anti-rugas hidratam a pele e deixam-lhe uma aparência saudável, mas isso a curto prazo. Apesar do retinol tenha efeito de nivelamento das linhas finas e das rugas, os resultados não são mágicos. No entanto, estes produtos são eficientes se têm uma óptima quantidade de antioxidantes. Infelizmente, estes produtos são também mais caros.

8.-“Quantidade maior, resultados melhores”. Falso! Aplicar os cremes anti-rugas de manhã e à noite é uma perda de tempo, pois os ingredientes activos operam uma vez por dia, e os retinóides dos produtos anti-rugas só são eficientes durante o sono, e isto porque, de outra forma, são oxidados na presença da luz.

-Os dentes. Vá para o dentista quanto mais frequentemente, para a prevenção (eventuais cavidades), eliminação do tártaro, mas também pelo (muito importante) branqueamento. Antes de qualquer acto erótico, escove com atenção os dentes e refresque o hálito com colutório ou rebuçados aromáticos. Não use goma de mascar. Vai dar-lhe um ar vulgar e durante os beijos pode ser motivo de “incidentes” embaraçosos.

-Os olhos e as pálpebras. São os mais sensíveis detalhes físicos do seu rosto, sobretudo se você passar noites em branco. Os olhos não são apenas a “porta da alma”, mas também um maneira extremamente eloquente de transmitir o seu estado emocional e físico.

Por isso, sugerimos que preste uma especial atenção quando se trata de cuidar dos olhos.

Portanto, quando você desmaquilhar os olhos, preste cuidado aos movimentos que fizer. Não insista com esfregar a pele até ficar vermelha, pois isso é um factor nocivo de agressividade. As pálpebras e a pele em torno dos olhos são sensíveis e fazendo assim, dentro de pouco tempo arrisca notar o aparecimento das rugas finas. Pois, isso vai acontecer... mais cedo ou mais tarde (por cáusa do aumento de idade), mas por que “ajudar” o envelhecimento?

Os seus olhos vão se sentir muito bem tratados se cada manhã durante alguns minutos você colocar nas pálpebras uma compressa banhada em leite frio. Depois de algumas “sessões” dessas, vai observar que o seu olhar torna-se duas vezes mais brilhante.

Ao se desmaquilhar, não use desmaquilhante para o rosto. A sua composição é diferente e é importante usar apenas produtos destinados exclusivamente à área sensível dos olhos. Se não tiver à disposição um desmaquilhante dedicado aos olhos, é sempre o leite a melhor solução. Ou, in extremis, água fria.

Também não aplique nos olhos loção tónica. Quando tiver os olhos inchados, duas compressas quentes, embebidas numa infusão de chá preto, que pode manter durante cerca de 15 minutos, são muito mais indicadas.

As pálpebras pelancudas (“caídas”) podem ser corrigidas em fase incipiente, sem ter que recorrer à cirurgia plástica. Este problema ocorre geralmente como resultado do enfraquecimento do músculo da pálpebra superior, em conjunto com o efeito da força gravitacional. Se dedicar cada dia algum tempo para fazer uma massagem nessa área, há grandes possibilidades que os músculos espécificos recuperem o tónus e a vitalidade.

-As pilosidades. A presença das pilosidades de qualquer tipo e em qualquer ligar é melhor que seja removida com frequência e radicalmente, afim que os toques e as carícias do seu parceiro encontrem uma superfície da pele lisa e macia.

-As unhas. Nesta profissão, as unhas, além de serem uma presença muito visível, têm também um papel de estimulação da excitabilidade através do uso mais ou menos apaixonado ao expressar os impulsus emocionais. É fundamental que tenham um aspecto elegante e que sejam muito bem cuidadas. Evite as cores e as formas “agressivas”. Embora à primeira vista possam parecer originais e interessantes, você deve saber que para os homens, na maioria das vezes, são capazes de irritar.

-A roupa íntima. Cada dia você provavelmente passa pelo menos meia hora em escolher as roupas que você vai usar quando sair de casa. Isso é muito bom, pois revela o seu interesse pelo seu aspecto. Mas não é apenas o “invólucro exterior” que importa. Aquilo que você veste debaixo das roupas é igualmente importante, especialmente na sua profissão. Escolher a roupa mais adequada para o corpo que você tem é o primeiro passo no processo de se sentir bem e ter um bom aspecto. Muitas mulheres não consideram este aspecto e na maioria das vezes o resultado é longe de ser sexy, até desastruoso.

Uma roupa íntima bem escolhida é capaz de torná-la mais confiante e encantadora. Contudo, isso pode tornar-se uma tarefa difícil se você não saber bem qual o estilo mais adequado para a sua forma do corpo. Por isso, deve seguir algumas etapas simples para entender e descobrir o que deve considerar quando estiver olhando para as prateleiras de tais produtos.

1.-Se tiver pernas curtas (ou quiser dar a sensação que tem pernas de modelo), escolha roupa íntima com corte alto na parte superior da perna.

2.-Se quiser esconder determinada parte do corpo, é melhor comprar roupa íntima escura. A textura do tecido também pode ajudá-la a esconder alguns quilinhos a mais. A microfibra é uma descoberta maravilhosa neste domínio e devia ser a arma secreta de todas as mulheres, independentemente da silhueta que tiverem, pois é possível ter um efeito de emagrecimento imediato, sem precisar de cirurgia.

3.-Para obter um decote amplo, mesmo se a natureza não tenha sido muito generosa consigo, os sutiãs push-up são a arma perfeita. Tente encontrar uma versão com menos “ornamentos” e o mais importante... que tenha uma forma natural. Se quiser algo ainda mais especial, opte pelas cores intensas, deixando as rendas apenas para as ocasiões especiais). Ao contrário do que muitas mulheres sabem, os sutiãs push-up são também recomendados para um busto generoso, graças ao nível alto de sustentação que este tipo de modelo oferece.

4.-A cor da roupa. Você deve se lembrar que a roupa clara tende a adicionar volume, enquanto a mesma roupa mais escura tem um efeito exactamente contrário. A cor dos seus cabelos pode também influenciar a escolha da roupa. As loiras podem optar por tons pastel, as ruivas serão belíssimas vestidas em tons de verde e as morenas em cores fortes ou escuras. O facto é que o preto é perfeito para todas e não deve faltar do seu guarda-roupa!

Escolher a lingerie segundo o tipo de corpo.

1.-Silhueta ampulheta. Se você tiver a sorte de ter um corpo assim, com as proporções mais harmoniosas, vai ter também a maior gama de opções à sua disposição. A roupa íntima do tipo espartilho ou bustiê emfatizará as suas formas e você será sexy e provocante. Na verdade, com um corpo assim não há muitos limites em termos de modelos de lingerie que você pode escolher.

2.-Silhueta cintura grossa. Se as suas pernas fazem inveja, mas a cinta faz problemas, você deve escolher uma roupa íntima ligeira, em cores escuras. Uma outra boa opção que é também muito sexy, é a lingerie baby doll, com vários “ornamentos”. E você tiver a sorte de ser a proprietária de um decote “tentador” pode escolher um sutiã de sustentação para atrair mais a atenção neste detalhe corporal e tirá-la do cinto.

3.-Silhueta andrógena. Geralmente o corpo andrógeno é atlético, mas sem as curvas sensuais características da feminilidade. Já que você está na posição da “atleta”, deveria mais atrair a atenção na sua cinta fina, e por isso... a roupa íntima em duas partes é a melhor solução.

Quanto aos acessórios... as mulheres altas têm mais benefícios se usarem cinta-ligas, enquanto as mais baixinhas podem optar pelas lingeries com clivagem para criar a impressão de comprimento. Mas, a coisa mais importante que você deve considerar quando escolher o modelo de roupa íntima é admitir com sinceridade as suas proporções. É apenas assim que você pode fazer as escolhas mais adequadas.

-As meias de seda. A nível visual são um elemento igualmente importante quanto a roupa íntima. Por o efeito máximo, escolha modelos com fita adesiva ou fita-liga. Além de oferecerem aos espectadores um deleite visual extremamente incitante, aumentando indirectamente os instinctos sexuais, são também muito práticas, pois durante a “acção” não é preciso levá-las.

-Os cosméticos. Infelizmente, querendo ser quanto mais “visíveis”, as acompanhantes caem facilmente na armadilha do excesso. Mas não é com um aspecto agressivo e vulgar que você deve comunicar aos homens que está “aberta” às relações amorosas, mas sim através de uma atitude provocadora e sexy, quanto mais discreta. A linha divisória entre sensualidade e depravação é mesmo tão sensível que muitas vezes pode ser complicado intui-la e respeitá-la. Mas é precisamente este detalhe que faz a diferença entre uma acompanhante de luxo e uma “prostituta”.

-Os perfumes. Não compre perfumes baratos com a motivação que deve usar uma grande quantidade e gastar muito dinheiro não faria sentido. O seu cheiro deve ser sútil, delicado e intuível apenas por perto, na intimidade... como um bónus da nudez.

-As roupas. Infelizmente, por falta de imaginação ou sensação de que imitando-se reciprocamente em termos de moda vão “roubar” a receita do sucesso daquelas que consideram suas concorrentes, as acompanhantes têm criado uma verdadeira uniforme, com um único objectivo: cobrir o corpo o menos possível. Saia deste estereótipo barato e degradante! Um ar excitante não significa necessáriamente a “exibição” das formas, mas sim um complexo elegante de movimentos, gestos, olhares e atitude...

Geralmente, a roupa deve ser escolhida de modo a emfatizar o corpo e a personalidade de uma mulher. Pode copiar de forma quase idêntica os modelos nas revistas de moda, mas sem se tornar mais elegante. Pois a verdadeira distinção pode ser atingida através de uma perfeita harmonia entre vestuário, circunstâncias, corpo e personalidade.

Ser elegante não significa se preocupar com o preço e o número das roupas, mas sim com o material ou o corte e também com a possibilidade de harmonizar uma determinada peça com outras roupas do seu guarda-roupas. Uma pessoa com gosto, não veste cores berrantes e aplica as leis básicas da estética. Se você tiver uma pele pálida, o amarelo e o verde podem lhe dar um toque lívido. Se não for magra, deve evitar as ondulações e as dobras, estando longe também das linhas horizontais. Se for alta, são contra-indicadas as linhas verticais.

Outra regra importante tem a ver com a qualidade e a comodidade dos sapatos e bolsa. Estas duas peças fundamentais devem absolutamente ser de alta qualidade. Vai ver que quanto mais simples, mais confortável e com mais acessórios directos for uma bolsa, maior será o seu preço! Faça investimentos desse tipo com tranquilidade. Os vestidos, as blusas, as saias, as t-shirts podem ser baratas e boas ao mesmo tempo. Os sapatos, as bolsas, as cordas, as luvas... nunca! Aprenda onde é preciso poupar a nível de vestuário. Pode vestir a roupa mais cara e elegante, se tiver uma bolsa feia e ultrapassada, vai ser imediatamente etiquetada como mal vestida.

Atenção! Não deve usar ouro e prata ao mesmo tempo. Durante o dia é bom usar aquelas imitações simples com um design minimalista, evitando o vidro colorido, os strass ou, resumindo, tudo o que é berrante e sobrecarregado. Um aforismo que não devemos esquecer neste domínio é: “um pouco mais simples é melhor do que ligeiramente excessivo”.

-Sapatos ou botas com saltos altos (segundo a estação). São elementos complementares da roupa, que não devem absolutamente faltar do seu vestuário. Nunca troque os saltos altos por variantes desportivas ou casuais. Há acompanhantes que afirmam que os sapatos elegantes ou as botas particulares “só devem ser usados em ocasiões especiais”, mas cada homem e mulher deve ser tratado como um evento especial. É só assim que você vai ser contratada noutras... “ocasiões” também.

-Os acessórios. Obrigatório... quanto mais discretos. Nunca siga a idéia de “ornamentos” gigantes. Estes são, de facto, uma grande desvantagem durante as sessões eróticas: tinem ou é possível que fiquem suspendidos, arranhar, bater...

-Siga as notícias! Mesmo se este conselho lhe parecer estranho e inadequado à profissão de acompanhante, geralmente os seus clientes são homens ou mulheres de negócios que conhecem, comentam e seguem tudo o que tem a ver com a política, economia ou desporto. Vai ser uma supresa muito agradável para eles se, enquanto passarem algum tempo juntos, você for capaz de manter tranquilamente uma conversa sobre um destes temas.

-As fotografias. Preste uma atenção particular às imagens que você vai publicar nos sítios dedicados (quando se fazer publicidade), pois é através delas que pode beneficiar da melhor exposição. É uma lei não escrita (mas perfeitamente válida) que as fotografias profissionais atraem clientes refinados e vice-versa... Com uma concorrência enorme e agressiva, como aquela que há no mundo erótico, a única possibilidade de atrair clientes é de ser quanto mais visível e original... Não se esqueça! Uma imagem vale quanto 1000 palavras.

É possível que ao ler tudo isso se sinta um pouco desconcertada, pois é verdade, não é nada fácil é até chegar a um nível profissional... é possível que passe bastante tempo.

 

Por que seria bom prestar serviços como anónima? Nunca pode imaginar quanto alguns clientes podem se tornar insistentes ou quanto eles vão se sentir próximos de si (depois de alguns encontros), ao ponto de bater à sua porta no meio da noite, em momentos em que talvez precisa de alguma tranquilidade ou enquanto estiver com outras pessoas.

Por isso, o mais indicado é alugar um apartamento, localizado quanto mais no centro, que use exclusivamente para esse tipo de actividades.Money Issues with C

Quando colocar os seus anúncios publicitários na internet, não use o seu nome real, use um apelido que você achar mais adequado à sua personalidade e com o qual se possa habituar com o tempo como seu nome de meio (mas muito mais usado).

Evite os “nomes artísticos” do tipo: “Sexy Love”, “Cool body”, “Foxy4u”... No caso das chamadas telefónicas, imagine como seria o início da conversa:- “Olá! És Foxy4u ou... 4me?”. Não acha que isso seria um pouco esquisito? Por isso, o mais adequado seria escolher nomes próprios (“Mary”, “Kelly”, “Tatiana” etc.).

 

O que devo ter em mente quando escolher o local (se você trabalhar InCall)? Embora à primeira vista possa imaginar que geralmente os homens são mais indiferentes quanto à ordem, limpeza ou às decorações de um interior (especialmente se não for deles), vai ser surpreendida pelo facto que pelo menos neste domínio, o “território” onde decidem ir para se sentir bem, vai ser estudado com atenção e sentido crítico. Muitas vezes, os homens não notam os detalhes, mas são impressionados pela imagem geral.

O local é visto como uma embalagem mais vasta do prazer que estão prestes por ter, de onde claro você também faz parte, e se respeitar algumas regras simples, vai obter mesmo aquelas reacções positivas relativamente ao interesse que você visar.

“O perímetro do prazer” deve ter estilo e identidade, pois este espaço não é nada mais que a sua carta de visita para os interessados no erotismo.

 

A escolha do local. O apartamento alugado para esses encontros íntimos deve ser ultra-central ou pelo menos numa zona próxima ao centro, para que o local seja facilmente acessível de cada canto da cidade. Outra razão pela qual recomendamos a escolha de uma zona civilizada é que nesse tipo de perímetros há várias sedes de empresas, lojas, bancos, etc., a animação, a multidão, a entrada e a saída das pessoas de vários tais imoveis é a melhor alternativa para manter o anonimato dos clientes que vão visitar você.

Opte pelos prédios com entrada pela rua e lugares de estacionamento próprios ou nas imediações. Ninguém gosta de procurar minutos a fio um verdadeiro lugar para deixar o carro em segurança.

Evite os prédios onde há porteiro. O grande número de visitantes pode dar lugar a suspeitas relativas à sua actividade, já para não falar dos clientes ou as clientes que com certeza não vão gostar de ser questionados sobre a sua presença aí.

Tenha também muito cuidado com tudo o que tem a ver com a entrada... Uma escadaria fedorenta, um elevador que se balança barulhento, um corredor cujas paredes são gravadas com várias palavras vulgares, vai dar uma sensação desagradável de ambiente duvidoso onde só podem viver pessoas duvidosas... desconfiáveis. O risco que muitos deles não cheguem à porta do seu apartamento, fazendo o caminho de volta logo depois dos primeiros passos em tais “ambientes”... é enorme.

Outro aspecto importante que você deve se lembrar e colocar na lista dos critérios de escolha do local, é o banheiro. Deve ser o mais moderno possível e bem cuidado. Este é possível que muitas vezes seja o lugar onde “vai começar”... para nem mencionar que no subconsciente de cada visitador, o banheiro é o espelho do seu interesse pela limpeza. Uma mulher limpa tem sempre um banheiro impecável!

Opte pelos apartamentos com persianas ou cortinas mas opacas. Vai se libertar assim das improvisações dedicadas a obter uma semi-obscuridade que alguns solicitantes mais tímidos querem (durante o dia) e a discrição necessária em relação aos vizinhos (durante a noite).

Da mesma lista de requisitos absolutamente necessários (quando escolher o apartamento), não deve faltar o ar condicionado ou os sistemas de aquecimento.

 

Decorar o local. Afim de garantir um espaço quanto mais agradável, tanto para si quanto para aqueles que vão visitá-la, o interior deste espaço de “trabalho” deve ser o mais aberto e arejado possível.

Depois de alugar o apartamento, é preciso que faça alguns investimentos:
-lingerie de qualidade (pelo menos 4-5 conjuntos de luxo);
-toalhas grandes e pequenas (as mais macias possível);
-produtos de limpeza (em particular para o banheiro);
-papel higiénico (da melhor qualidade);
-sabão líquido (da melhor qualidade);
-gel de duche (para homens e para mulheres);
-escovas de dentes descartáveis, dentifrício e enxugatório bucal;
-preservativos (vários tipos e tamanhos);
-toalhetes (secos e húmidos);
-equipamento musical de qualidade (o silêncio às vezes pode ser embaraçante).

Mesmo se você considerar que é uma despesa muito grande, não vai demorar muito para que a sua eficiência seja visível... e o dinheiro vai com certeza recuperar.

Vai ter que prestar uma atenção particular para o quarto, pois este é o lugar unde tudo deve inspirar intimidade, relaxamento e tranquilidade. Areje com muita frequência o quarto e faça o possível que a cama seja impecável, como se o próximo “convidado”... fosse o primeiro.

Já que estamos a falar do quarto, concentremo-nos um pouco na música que você vai colocar (discretamente) neste ambiente de diversão. Esta deve ser a preferida do parceiro e não a sua preferida. Então, seria melhor ter todos os tipos de música e quando estiver prestes por começar... perguntar ao parceiro ou à parceira o que queria ouvir.

Por último mas não menos importante, recomendamos que dirija a sua atenção para a realização de um mini-bar:
-água mineral ou engarrafada;
-limões, laranjas, uvas, etc.;
-amendoins, chips, bolinhos, etc.;
-sumos naturais;
-chás;
-café, café solúvel;
-bebidas alcoólicas (tente escolher bebidas mais finas).

Não deixe as garrafas de alcoól em vista. Infelizmente, há também pessoas que não conhecem limites e há portanto o risco que provoquem situações desagradáveis.

O mini-bar é realmente um investimento da categoria “cortesia da casa”, mas com esta estrategia concentrada na hospitalidade vai deixar uma impressão excelente nos seus ou as suas clientes. O facto de poder ter também uma pequena bebida servida (incluída no preço já pago) vai convencê-los que você não está interessada apenas no dinheiro... mas também em como eles se sentem quando estão na sua companhia.

 

Manutenção do local. Não traga os seus animais de estimação para o local onde trabalha. Por mais que você goste deles, estas presenças podem causar desconforto aos visitantes. Alguns deles são incomodados pelo cheiro, outros são alérgicos e a maioria vão simplismente sentir-se inibidos ou irritados pelos ruídos ou pela curiosidade dos seus companheiros a quatro patas, sobretudo nos momentos de intimidade. Mas se não puder absolutamente se separar de determinada criatura, pelo menos durante as sessões eróticas não permita que esteja no mesmo quarto onde você receber os convidados.

Faça um programa diário de limpeza e nunca adiante a polvilhação, o arejamento dos quartos e aspiração dos tapetes (carpetes).

Não use excessivamente desodorisantes. O cheiro pode tornar-se pesado e sufocante.

Desinfete o banheiro e os puxadores depois de cada cliente.

É obrigatório mudar as toalhas depois de cada cliente.

Não se esqueça de arejar o quarto e mudar os lençóis depois de cada cliente.

 

Quais são as regras da publicidade neste domínio? A publicidade é o detalhe mais importante no desenvolvimento do seu negócio. A maneira em que você souber promover os seus serviços vai ser fundamental para a evolução de tudo o que você estabeleceu como objectivo neste negócio.

É recomendado ser publicitada sobretudo nos sítios dedicados aos anúncios para acompanhantes, pois este tipo de exposição vai oferecer-lhe a possibilidade de uma descrição mais pormenorizada dos serviços que você oferece, mas também a oportunidade de publicar um portfólio amplo de imagens onde pode revelar a beleza do seu corpo ou a irresistibilidade da sua atitude.

Não se publicite de forma falsa usando fotografias trucadas ou ainda pior... que não representam a sua pessoa! Com certeza isso vai levá-la aos momentos embaraçosos das rejeições, quando os seus contendores encontrarem você e notarem que não corresponde àquila que eles viram no sítio (nas imagens).

Não coloque fotografias velhas quando tinha os cabelos com uma cor ou um talho diferente, quando era mais corto ou mais longo, você era mais jovenm ou mais magra (do que agora). Nenhum desses detalhes vai passar despercebido, por mais que você conte no “calor” do momento daquele ou daquela que lhe solicitar os serviços. Não se esqueça que o desejo nasce das imagens e a memória e os gostos dos clientes podem às vezes ser muito bem definidas a esse respeito.

Não use reproducções visuais que mostram apenas os seus órgãos genitais. Por mais que você espere que isso vai aquecer a fantasia dos espectadores, a maioria deles vão querer ver o “resto” também, antes de decidir contrarar você. Esse tipo de abordagem tem também outra desvantagem: para além de atrair um grande número de pessoas vulgares e irritantes (interessadas explusivamente no lado físico da sensualidade), para muitos pode ser suficiente... e deixam de ligar. O ideal seria que você se deixe descobrir completamente apenas durante o encontro. Isso é muito mais encantador e excitante.

Deixe-se “supreender” em várias situações. Não se limite a algumas posições vestindo a mesma roupa o sugerindo a mesma atitude. É bom também saber que as fotografias não profissionais (por exemplo aquelas feitas no espelho com o celular), dão um toque de amadorismo e falta de interesse, o que não pode absolutamente despertar o interesse de alguém.

Pode também expor brinquedos eróticos se você usar esse tipo de “acessórios”. É bom que os utilisadores saibam que podem beneficiar também desta opção, se gostarem disso.

Preste muita atenção à mensagem que as suas fotografias transmetem. Publique apenas aquilo que representa a sua pessoa ou aquilo que seria disposta a vestir... a fazer. Se não oferecer serviços do tipo BDSM, não coloque nos seus álbuns de fotos, imagens consigo vestida em látex ou couro, com chicote na mão ou coleira. Pois isso vai com certeza atrair pessoas interessadas nesse tipo de práticas e a falta de cumprimento vai levar à frustração e momentos embaraçosos. É possível que os clientes tenham algumas reacções bastante veementes ao perceberem que o único propósito do seu anúncio foi de atrair eles, sem ter nada a ver com os serviços que você realmente oferece.

Indique no seu anúncio que você é bissexual.

Não se esqueça de especificar o programa de trabalho.

Leia novamente o anúncio com atenção antes de torná-lo público. Os erros gramaticas, as expressões ambíguas ou as palavras vulgares, vão dar a impressão de falta de educação ou de respeito pelos leitores da sua mensagem.

Outra forma importante de publicidade é a própria qualidade do erotismo e a participação que você manifestar na intimidade. Cada visitador que sair feliz dos seus braços é indirectamente uma publicidade favorável feita para os amigos ou conhecidos...

Também, qualquer descontentamento pode rapidamente tornar-se numa publicidade negativa bastante agressiva na internet, pois as pessoas podem colocar comentários negativos sobre si nos fóruns, blogs ou sítios dedicados, e estes são muito frequentados e considerados por muitos utilisadores.

 

Quais as regras que devo cumprir a nível de higiene e saúde corporal?

Tomar duche antes e depois de cada encontro, é OBRIGATÓRIO!

Cuide dos seus dentes. Visite o dentista e faça exames regulares. Use bocheco ou rebuçados aromáticos. Refresque regularmente o seu hálito.

Se depilar a virilha, é indicado fazer esta operação cosmética à tarde. Geralmente é possível que ocorram irritações e durante a noite e a manhã tem o tempo necessário para aplicar cremes ou compressas nas áreas afectadas.

Mude as toalhas e os lençóis depois de cada episódio erótico.

Se entre os serviços que você oferece houver também o sexo anal, antes do encontro é recomendado que não come absolutamente nada. Mas se não conseguir mesmo conter os desejos culinários, faça depois uma lavagem intestinal.

Depois de fazer sexo anal, não passe para sexo vaginal ou oral sem mudar o preservativo ou esfregar bem o pénis que a penetrou, usando toalhetes húmidos. O risco de contaminação por várias bactérias da área rectal é muito elevado.

Se usar lubrificantes, opte apenas pelos produtos à base de àgua. Os óleos ou as cremes são capazes de afectar o preservativo devido à composição inadequada para este tipo de utilisação.

Não permita que o seu parceiro insira o dedo (os dedos) na sua vagina, ánus ou boca, se não tiver uma manicure e higiene das mãos impecável.

Não faça sexo desprotegido se tiver leções ou irritações na boca. Há o risco de contaminação por germes e bactérias.

Examine discretamente mas com muita atenção os genitais do seu parceiro. Se houver inflamações, lesões, vesículas, crostas, verrugas ou qualquer outra forma de manifestação dermatológica que você considerar incomum, evite fazer sexo oral desprotegido ou cancele logo o encontro usando uma pretexto educado (esta é de facto a melhor solução).

Se você estiver constipada ou com qualquer outra doença contagiosa (mais grave), evite os encontros íntimos. Você vai infectar todos aqueles que entrarão em contacto consigo, mas vai também prolongar desnecessariamente a sua convalescência.

Durante o ciclo menstrual é obrigatório que tome uma pausa. Vai evitar assim os possíveis incidentes desagradáveis.

Para a sua segurança e tranquilidade a nível de saúde, faça exames ginecológicos periódicos. O uso do preservativo não elimina completamente o risco de contaminação de doenças sexualmente transmissíveis que de facto podem ser transmitidas através de carícias, lençóis, saliva, vaso sanitário, pia, banheira, toalhas ou simplesmente tocando as maçanetas das portas.

Não use os conselhos que leu na internet ou que aprendeu graças às suas amigas.

Uma visita ao médico vos livra das complicações indesejadas e é muito melhor do que passar semanas a fio a fazer tratamento ou enfrentar os nervos e as violências verbais daqueles que você infectou involuntariamente.

Não deve absolutamente esquecer! Nenhuma doença sexualmente transmissível sara por conta própria.

 

Como estabelecer os encontros? Se você aceitar ser contactada também por mensagens escritas, por email, verifique diariamente a sua caixa de correio. Há muitas pessoas que preferem marcar as condições de um possível encontro usando este método (sobretudo os estrangeiros).

Não atenda as chamadas com número desconhecido e especialmente não aceite encontros com eles! Geralmente são indivíduos que têm vontade de brincadeiras ou têm intenções duvidosas.

Quando atender o telefone, use um tom agradável. Mantenha a calma e a paciência, mesmo se você ter de repetir dezenas de vezes as mesmas explicações. Não dê ao seu interlocutor a sensação de que encontrou uma pessoa aborrecida e irritada, que não quer fazer nada... nem sequer falar.

Responda às perguntas de forma clara e concisa. Fale rara e coerentemente para que as pessoas que estão ouvindo possam entender bem.

Pode acontecer que pessoas maleducadas ou vulgares liguem. Não responda da mesma maneira para eles e não os ofenda (mesmo que eles ofenderam você). Desligue o telefone e salve aquele número na memória do telefone com uma referência negativa. Assim não vai mais atender a próxima vez.

Seja sincera! Não minta em relação às informações que lhe pedirem sobre os serviços que você oferece ou sobre os preços, apenas para atrair atrificialmente mais solicitantes.

Sempre neste contexto, explique claramente para os interessados se houver alguns serviços especiais pelos quais você pedir uma taxa extra.

Supondo que o encontro terá lugar no seu local, informe os seus visitantes que qualquer atraso sem aviso prévio superior a 15 minutos (ou o tempo que você estiver disposta a aceitar), leva implicitamente ao cancelamento da “aventura”.

Se o encontro se realizar na casa da pessoa que solicitou os seus serviços (ou no hotel), pense quanto tempo for necessário para chegar ao destino. Não chegue atrasada. É sinal de respeito e bom senso, já para não falar que pode acontecer que tenha uma surpresa desagradável e descobrir que chegou aí para nada (por motivos objectivos o cliente teve de cancelar o encontro).

Ligue e comunique qualquer mudança no programa. Nunca deixe alguém viajar e esperar por si em vão!

 

O que é preciso ter presente quando se trata de reservas no local próprio (InCall)? Para as reservas InCall é indicado usar apenas apartamentos alugados. Isto vai segurar a tranquilidade e o equilíbrio de uma vida privada. Sempre para isso, seria bom recorrer a uma empresa de vigilância que, com uma assinatura mensal, disponibiliza o acesso a um “botão de pânico” no interior do seu apartamento.

Nunca guarde objectos de valor, dinheiro ou documentos nos estabelecimentos onde você trabalha. Nem todas as pessoas são de boa-fé.

Mesmo se tiver um apartamento alugado, não comunique o endereço para os clientes que não conhece, mas encontre eles num lugar público, perto do local.

Isso vai dar-lhe a possibilidade de estudar os solicitantes de mais perto, conhecê-los, falar com eles durante alguns minutos e não menos importante, oferecer para o insinto o tempo necessário de “sentir” se for capaz de continuar ou não o encontro.

 

O que é preciso ter presente quando se trata de reservas no local do cliente (OutCall)? Quando se trata de reservas OutCall, pergunte ao solicitante se está sozinho no local onde você deve ir. Alguns clientes (homens ou mulheres) simplismente não consideram necessário mencionar que estão na companhia de mais amigos ou amigas, e se você não gostar desse tipo de encontros, é inútil colocar-se em tais posições desagradáveis.

Verifique que a bateria do seu celular esteja sempre carregada.

Peça que lhe envie por SMS o exacto endereço onde solicitam os seus serviços.

Evite as zonas ou os bairros de lata ou desprezíveis.

Não aceite ser buscada de carro. Uma vez dentro do carro, não há certeza alguma de que vai chegar onde lhe disseram.

Lembre-se de ter bastante dinheiro consigo para pagar o táxi quando regressar, se o encontro falhar (por qualquer motivo).

Não traga consigo objectos de valor.

Não deixe a sua bolsa longe da vista nem sequer quando for para o banheiro. Nunca se sabe que tipo de curiosidades ou más intenções podem ter as pessoas que provavelmente acabou de conhecer. Seria bom aplicar o mesmo princípio também quando se trata dos velhos “conhecidos”.

Quando lhe comunicam o endereço para onde você deve ir, não aceite meias informações, seja qual for o pretexto invocado. Deixe todas as coordenadas (completas) relativas ao lugar onde você ir, para uma pessoa próxima e confiável. Desta maneira, em caso de emergência, haverá alguém que sabe exactamente onde você está. Concordem que cada vez que você chegar para um cliente ou uma cliente, mande uma mensagem ou ligue para comunicar que o encontro está a correr sem incidentes. Sempre via SMS ou chamada, comunique quando sair do local onde você foi convidade.

Se o tempo previsto para o encontro expirou e você ainda não ligou, aquela pessoa deveria contactá-la, oferecendo-lhe assim uma desculpa para acelerar a sua saída (se você estiver lidando com personagens que insistem que você prolonge a sua estadia... obviamente, grátis) mas também um aviso inibidor eficaz para aqueles que tencionam prejudiciá-la.

Estabeleçam um “código” verbal que seja uma alerta caso você esteja em perigo: uma expressão, uma frase que pareça um diálogo comum (por exemplo: “Vou resolver o problema quando chegar em casa!”) para não levantar suspeitas naquele ou naquela que é possível que esteja perto de si e ameace você.

Nunca aceite alterações de endereço no último momento. Cancele logo o encontro! Esta é uma prática específica dos infractores que com esses métodos querem perder seu rasto depois de pilhagens, estupros, tráfico ou sequestro de pessoas, etc. Usando pretextos aparentemente plausíveis, eles vão mudar no último momento o local do encontro, pensando tranquilamente que você já comunicou a alguém os datos iniciais (provavelmente inexistentes) e já que você estava preocupada em falar no telefone ou encontrar o novo local, não teve mais tempo ou vontade de comunicar a alteração.

Quando entrar numa casa ou num hotel, preste muita atenção que não haja possíveis câmaras (escondidas). É possível que alguns clientes tenham fantasias de se filmar em “acção”. Não é a fantasia em si o problema, mas a possibilidade de que o filme acabe na internet. Com certeza que você não queria “tornar-se” involuntariamente numa actiz porno.

Se lhe oferecerem bebidas, preste atenção ao gosto e aspecto daquele líquido. Uma espuma excessiva, resíduos inexplicáveis ou uma aroma incomum deveria determinar você a recusar educadamente. Tal administração de uma droga ou um soporífero... leva a situações em que tudo é possível (e nada agradável!).

Não exagere com o álcool. Vai afectar a sua lucidez e, não menos importante, a capacidade de defesa, se for o caso.

Tenha ao alcance da mão o telemóvel afim de poder ligar e pedir ajuda, se for necessário.

As visitas no hotel são menos perigosas do que os encontros nos apartamentos.

 

Quais são os riscos que as visitas no estrageiro implicam? Não aceite ofertas de trabalho no estrangeiro de pessoas desconhecidas. Na maioria dos casos, a realidade é completamente diferente daquilo que lhe apresentaram.

Durante a sua actividade como acompanhante, vai provavelmente receber solicitações por parte de pessoas completamente desconhecidas (clientes novos), para visitá-las no estrangeiro. Nestas situações solicite o maior número de detalhes sobre as suas identidades, tente falar quanto mais possível no telefone para poder analisar a voz, a maneira de falarem e, não menos importante, para “sentir” se eles são ou não são pessoas de confiança. Se no final o cliente ou a cliente parecer estar em boa fé, aceite... mas apenas se reservar o quarto do hotel e o bilhete de avião de ida e volta em seu nome (tudo pago com antecedência).

Por un nível de segurança ainda mais elevado, você pode solicitar uma cópia do seu passaporte, que deixe com uma pessoa próxima. Se necessário, será possível encontrar você com mais facilidade, sabendo os dados exactos da pessoa com quem você foi ter.

Mas seria indicado que você visite no estrageiro apenas as pessoas que já conheceu no próprio pais e que deixaram-lhe uma boa impressão.

 

Quais os “clientes” que devem ser evitados? Entre as experiências desagradáveis características da profissão de acompanhante, as mais frequentes e irritantes têm a ver com os “clientes” que de facto não são nem serão clientes. Infelizmente, é possível que isso aconteça logo quando começar a sua carreira, vai ter que lidar com esta categoria de indivíduos (que preferem as debutantes devido à sua falta de experiência) que por um desejo de divertimento (infantil) ou por falta de dinheiro (na maioria dos casos), ou por outras razões (principalmente medicais), ligam você fingindo com uma seriedade muito bem estudada (provavelmente durante muitas outras tentativas como essa), que seriam muito interessados em encontrar você. Na verdade... a razão real é completamente diferente.

Na próxima parte deste artigo, tentaremos apresentar-lhe algumas das técnicas de “manipulação” que estes “solicitantes” usam e também o verdadeiro objectivo deles:

-Ligam e pedem que você ofereça alguns detalhes sobre o seu aspecto físico, alegando estupidamente que foi um conhecido (que recomendou você) a dar o seu número de telefone para eles, mas que não sabem qual o seu real aspecto. Outra “alternativa” é dizer que o sítio onde encontraram o seu anúncio está momentaneamente avariado, pois são visíveis apenas as informações escritas... sem mostrar as fotografias que seriam muito úteis para eles terem uma imagem mais clara sobre o seu aspecto físico. Se você concordar em apresantar uma sua curta discrição, vão insistir em lhe pedir por detalhes das partes íntimas... “que consideram particularmente importantes na escolha de uma acompanhante”. Se enquanto você procurar pelas palavras mais adequadas ouvir eles respirarem precipitadamente, é óbvio que está a oferecer-lhes um tema de autosatisfação e não uma motivação por um encontro pessoal consigo. À mesma categoria comportamental pertencem também aqueles que de uma forma mais sincera pedem directa e desarmantemente que você fale algumas frases “sujas” para eles... terminarem.

-Querem macar um encontro, de acordo consigo, mas por uma data um pouco mais distante no tempo. A partir daquele momento, vão ligar regularmente, quase diariamente, com promessas de prendas ou recompensas em dinheiro para recompensar a paciência que você tem de falar com eles. Na maioria dos casos fingem ser homens de negócios, muito ricos, e para que tudo seja mais credível, segundo as promessas que fizeram, vão pedir pelos seus tamanhos das roupas, sapatos, perfume preferido, as pedras preciosas favoritas, etc. Mas, neste caso também, trata-se apenas de uma alimentação das suas fantasias de autosatisfação (esclusivamente através das conversas telefónicas).

-Têm uma linguagem muito vulgar, do tipo: “Quero te foder... quanto custa?”, “Quero entupir-te com o meu pénis! Quanto pedes por isso?”, “Queres que te lamba?” etc. Estes são grosseiros com graves frustrações ou afecções de personalidade, ou indivíduos com enormes lacunas comportamentais. É preferível evitá-los. Mesmo se no final vão querer mesmo marcar um encontro consigo, não deve ter ilusões de que este não se realizará em condições dificilmente suportáveis por uma pessoa civilizada.

-Pedem-lhe a sua conta de Messenger, Skype etc., afim de discutir os detalhes de um possível “rendez-vous” consigo ou para ver você com a cámara web. Vai perder horas a fio com trocas infinitas de mensagens escritas pedindo-lhe com insistência detalhes sobre o que faz e como faz na intimidade ou que você ofereça para eles alguns minutos de webcam, para que possam vê-la nua... “apenas para ter certeza de que és a mesma pessoa das fotografias e que não é uma piada” (como se esta conferma chegasse apenas atravez da nudez). À categoria “chatistas” (irritants e implacáveis) pertencer também os “benevolentes” que entram sútil e insidiosamente na sua vida, cumprimentando você jocosamente cada manhã, com perguntas volúveis de como está (?), como tudo vai (?), que tipo de música tem vindo a ouvir (?), quais os filmes que tem vindo a ver (?)... Vão enviar-lhe links para vários sítios interessantes e aparentemente, só querem diverti-la ou, ocasionalmente, afastar o aborrecimento com uma curta troca de mensagens, amigável e desinteressada. Vão dizer sempre que o seu trabalho “extremamente importante” ou os negócios não permitem (em termos temporais) de encontrá-la, mas... não é este o motivo! Mas sim a total falta de dinheiro. Logo que notarem você passar por um periodo mais difícil ou estar de mau humor, vão oferecer com muita gentileza um ombro no qual aliviar a tristeza ou os nervos e de repente, serão também disponíveis para encontros, saídas para tomar café, mesmo para um encontro íntimo... Pois você já são amigos. E os amigos não pagam, pois não? Quanto ao seu importantíssimo trabalho ou os negócios de sucesso... “acabaram de declarar falência”.

-Mandam fotografias com o seu pénis para si... ou durante as conversas telefónicas insistem obsessivamente no seu tamanho, considerando que esse aspecto vai impressioná-la e excitá-la ao ponto de querer fervorosamente conhecê-los como se fossem verdadeiras “raridades”. Infelizmente eles são os representantes de um categoria comportamental bastante ampla que, por falta de pontos de referência consideram-se verdadeiros artistas, ou ainda que não têm nada a ver com o órgão sexual que antes apresentaram como seu e uma vez na cama consigo, vão acusá-la descaradamente (e claro com desavergonhada satisfação pelo sucesso) que a culpa pela “não elevação” ao nível apresentado nas imagens é exclusivamente sua... devido à sua falta de “sex appeal”!

-Pedem-lhe um encontro de “um minutinho”, alegando que se você for aquilo que eles querem, pagarão muitíssimo, já que não são quaisquer clientes regulares... E não são mesmo! Mas não em termos positivos. Pertencem de facto à categoria de individuos mais irritante e chata que você vai encontrar, pois já que dominam muito bem a linguagem e a presença de espírito, praticada provavelmente no âmbito profissional (vendas, marketing etc.), vão insistir em convencê-la através de dezenas de argumentos, raciocínios, motivações, justificações ou “pontos de vista pertinentes” que querem apenas uma “amostra” gratuita do seu profissionalismo no domínio da sexualidade. “Pois, como qualquer homem de negócios que se preze, deve saber exactamente o que é que ele paga com o dinheiro, não é?!”. Mas na verdade é mesmo este que lhes falta. Quando se trata deste tipo de personagens, a má notícia é que quanto mais recusar eles, mais insistentes se tornarão, guiados pelo raciocínio (provavelmente já comprovado noutras tentativas) que eventualmente, nem que seja para se livrar da sua perseverança obsessiva e implacável, você vai acabar desistindo! Infelizmente, mesmo se desistir... não vai se livrar deles! Pois já que a primeira vez funcionou...

Claro que os cenários destas personagens idiotas são muitos e mais diversificados, mas essencialmente são esses os métodos preferidos.

 

Como posso fazer boa impressão à primeira vista? A primeira impressão conta sempre mais... Por isso, tente fazer o possível para que seja perfeita e completa. A partir da maneira como se veste até à atitude comportamental no seu conjunto.

Quando as aventuras têm lugar em sua casa, é preferível que receba o seu convidado ou a sua convidada vestida de maneira sexy, mas não vulgar. Não deve ser nua ou vestir pouca roupa íntima... bem menos se se tratar de uma pessoa que está encontrando pela primeira vez.

Se você for para o local do cliente ou da cliente, use vestidos elegantes e discretos. Nunca visite os seus clientes vestindo roupa desportiva ou demasiado provocadora, a menos que lhe peçam isso expressamente. Mas atenção! A roupa “berrante” é capaz de atrair a atenção de forma infeliz, criando-lhe vários problemas, especialmente nos hoteis.

Não exagere com os perfumes! É possível que as pessoas que você encontra tenham relações estáveis ou sejam casados e portanto com certeza que não querem ir para casa cheirando a “outra pessoa”.

Além disso, evite o uso do batom, sobretudo se for em cores vivas. Você não vai ter um bom aspecto se depois dos beijos ou as carícias o batom se espalhar no seu rosto. Nem o seu parceiro será muito feliz por ficar “colorido” no pescoço, corpo ou roupa. Um gloss transparente é capaz de resolver todos os problemas de estética e discrição.

 

O que devia haver na bolsa de uma acompanhante?
-celular;
-dinheiro para táxi (ida/volta);
-preservativos (vários tipos e tamanhos);
-lubrifiante (inclusivamente para sexo oral... com aromas);
-brinquedos eróticos (se solicitados pelo cliente);
-cremes/óleos para massagem (se oferecer serviços de massagem também);
-uma toalha;
-toalhetes secos e húmidos;
-um mini-desmaquilhante e discos desmaquilhantes;
-uma caixa de maquilhagem;
-vários acessórios vestimentários (se solicitados pelo cliente);
-escova de dentes e dentifrício;
-tabletes de menta;
-spray de pimenta ou dispositivo de electrochoques;
-carteira com muito pouco dinheiro.

 

Como devo fazer quando receber o pagamento? É indicado receber o pagamento para os serviços oferecidos apenas em dinheiro.

Atenção! Há também burlões que usam dinheiro falso, e é por isso que é necessário observá-lo cuidadosamente e informar-se minuciosamente sobre as maneiras de identificar se o dinheiro é ou não é real.

O controle do dinheiro deve ser feito imediatamente. Pode pedir licença e retirar-se no banheiro, onde tem possibilidade de estudar tranquilamente nota por nota.

Coloque o dinheiro num lugar seguro, longe dos olhares indiscretos.

Não aceite as variantes de serviços com pagamento “numa data futura”, nem sequer quando se tratar de pessoas que conhece muito bem ou há muito tempo.

Não aceite o pagamento no final do encontro! Peça sempre o dinheiro antecipadamente (no início). Se for uma pessoa de boa fé, não tem nenhuma razão para recusar.

Há um motivo bem sério por neste domínio pedir o dinheiro com anticipação. Depois de consumirem um acto íntimo, os homens manifestam-se de maneira algo refratária, tendo um sentimento de saturação emocional. O que no início era muito excitante e sedutor, pode ser percebido depois com relativa passividade ou desinteresse. Por isso, não deve deixar a medição dos seus serviços nas mãos da subjectividade sensorial.

Além disso, se você não ter recebido o dinheiro antecipadamente, pode haver situações em que no final do encontro você descubra que lidou com uma pessoa de má-fé que, através de sei-lá qual pretexto, simplismente recusa-se de pagar.

 

Como deveria decorrer o encontro? Durante o encontro, não deve atender nenhuma chamada telefónica e assegure-se de que o celular seja colocado no modo silencioso. Qualquer interrupção é desconfortável e pode matar definitivamente a disposição.

Cada vez que estiver à espera de uma desconhecido ou uma desconhecida (clientes novos) directamente no seu local (que de facto não é nada aconselhável, os primeiros encontros devendo ocorrer preferivelmente perto de casa, num lugar público...), você deve estar totalmente pronta. Não deve ter toalha enrolada no cabelo molhado, não deve ter creme que acabou de colocar na cara, não deve ter as unhas feitas apenas nalguns dedos, não com o epilador na mão, não com traços de chocolate nos lábios, nem com a boca cheia... mastigando.

Convinte o cliente ou a cliente para entrar no apartamento, sentar-se confortavelmente e depois de oferecer uma bebida para eles, comece uma conversa formal de familiarização. Durante este tempo estude com muita atenção (mais também com discrição) qualquer detalhe que podia levantar suspeitas. Além disso, tente abrir temas mais “delicados” relativas aos pedidos e expectativas especiais, como também aos eventuais problemas particulares a nível sexual (pseudo-impotência, malformações físicas, sensibilidades, etc.).

Se a pessoa for completamente desagradável ou simplismente ter um mau pressentimento sobre ela, explique-lhe educadamente que vocês não “são compatíveis”, ou tente encontrar rapidamente uma desculpa quanto mais plausível (uma dor repentina, ciclo menstrual, um telefonema inesperado etc.) e peça-lhe educadamente para sair.

Não aceite nenhum tipo de intimidade antes de receber o dinheiro pelo qual acordaram. É possível que algumas pessoas mais “ansiosas” mostrem o seu desejo de começar a “acção” logo depois de entrarem, mas seria bem evitar esse tipo de manifestações, mesmo se conhecer bastante bem aquela pessoa e considerar que é bastante confiável.

Se achar que está tudo bem com o visitante ou a visitante, depois da breve conversa é hora de propor-lhe de tomar um duche. Se recusar ou tentar esquivar-se (sob o pretexto que acabou de tomar em casa dele), é necessário que você leve a iniciativa e se dispa, oferencendo-lhe um duche juntos. Faça alguns passos e depois pare num lugar do seu campo de visão... numa posição quanto mais sexy possível e chame ele consigo de forma provocadora. As chances de ser recusada são mínimas. Não se esqueça! O duche é OBRIGATÓRIO! Pode comunicar esta regra para os seus convidados desde o início, como um princípio ao qual não renuncia.

Mesmo se lhe oferecerem uma grande soma de dinheiro, não aceite os serviços desprotegidos. Especialmente sexo normal ou anal. O risco de contagiar uma doença é demasiado elevado.

Tenha atempadamente preservativos suficientes, de vários tipos e tamanhos, lubrificantes, sprays com aromas para sexo oral e toalhetes secos ou húmidos. Não pense que vai ser o cliente a trazer tudo isso. É possível acabar em situações delicadas...

Seja o mais agradável possível e tente satisfazer o maior número de desejos daquele ou daquela que solicitou a sua presença como acompanhante. Não tenha uma atitude arrogante, aborrecida ou irritada. Não faça perguntas do tipo “Falta muito?”, “Quando terminas?. Esse tipo de comportamento ingrato é susceptível de gerar um estado de irritação que não terá o efeito pretendido. Muito pelo contrário!

Não olhe em continuação para o relógio (ou seja discreta quando fizer isso).

Quando alguém quer mais “actos” durante o mesmo encontro, é obrigatório se lavar entre estes (tanto você, quanto os seus clientes ou as clientes).

Não faça perguntas pessoais e absolutamente não se envolva na vida privada daqueles que você encontra nessa circunstâncias, mesmo se forem eles a abrir esses temas. É melhor que você fique completamente fora desses assuntos.

Se oferecer serviços do tipo BDSM, antes de tudo certifique-se que o interessado ou a interessada saibam exactamente ou tenha percebido o que esse tipo de práticas significam.

Quando usar vibradores ou quando querer permitir que um parceiro ou uma parceira usem os dedos para a penetração (vaginal ou anal), assegure-se que se trata de uma pessoa cujo comportamento na intimidade você conhece como ponderado e que cumpra as condições elementares de higiene, absolutamente necessárias nessas situações. Se mostrar falta de limpeza ou usar incontroladamente os “brinquedos” ou os dedos, isso pode trazer para si infecções, irritações ou lesões, que claro são absolutamente indesejadas.

Sejam artistas! Quer que se trate de sussurros no ouvido, palavras sensíveis ou triviais, ou de posições ou movimentos sensuais que você fizer durante o acto sexual ou apenas de gestos ou sorrisos... jogue o seu papel com envolvimento! É a melhor forma de garantir fluxos permanentes de admiradores e admiradoras que voltarão para os seus braços, cada vez que sentirem saudade de novas aventuras.

 

O que é uma Agência de acompanhantes? A agência de acompanhantes funciona como uma organisação económica especializada em empresariar e coordenar um número grande ou pequeno de colaboradores/colaboradoras (acompanhantes), aos quais asseguram por contrato a publicidade, a selecção dos clientes, o transporte para os locais de encontro e claro a segurança durante a prática desta actividade. Pelos serviços oferecidos, a Agência recebe uma comissão (negociada) sobre os rendimentos realizados desta maneira.

 

É bom começar com uma Agência? Devido ao facto de no início ter muito para fazer e o tempo para encontrar e selecionar os clientes não será muito, e também porque as Agências já são famosas e muito confiáveis aos olhos dos solicitantes, a resposta é SIM. Pode começar coordenadas por uma entidade desse tipo. É provável que no ínicio receba menos dinheiro, mas com o tempo, quando a sua arte em oferecer prazer aos beneficiários tornar-se-á famosa, as coisas ficarão mais favoráveis.

 

É melhor fazer negócios numa cidade grande ou pequena? Em todo o mundo há migrações da população para as grandes cidades. As pessoas, por sua natureza, são atraídas pela ilusão do sucesso num ambiente desenvolvido e densamente povoado, considerando que o grande número de consumidores e de dinheiro traz-lhes o bem-estar. O ambiente urbano não significa porém apenas grandes oportunidades de sucesso, mas também uma concorrência feroz, proporcional à densidade da população. Por isso, as cidades menos importantes, mas com um eventual pequeno potencial (por exemplo turístico), podem oferecer circunstâncias de emergência mais seguras.

Portanto, numa perspectiva de lungo prazo, a idéia de trabalhar numa cidade pequena não é uma má idéia. Mas, cuidado, pois nestas comunidades é obrigátorio oferecer serviços altamente qualitativos. Nos lugares onde há poucas pessoas, as palavras viajam com o vento, e as opiniões sobre a sua reputação (boa ou má), chegam rapidamente aos ouvidos de todos. Se forem positivas, você terá trabalho. Se não... em breve terá que se mover.

 

Quais as vantagens em ser uma acompanhante independente? As “independentes” são aquelas mulheres (algo voluntárias) que praticam a profissão de acompanhante, preferindo gerenciar a sua actividade por conta própria. Não são afiliadas a quaisquer Agências ou pessoas intermediárias e todo o sistema de acções que tornam este negócio viável é iniciado e realizado por elas mesmas.

O que segue são algumas vantagens da abordagem independente da actividade de acompanhante, listadas de forma sucinta:
-a possibilidade de estabelecer livremente o seu programa de trabalho;
-a adaptação das tarifas e das normas profissionais em função de cada cliente, de forma personalizada;
-o montante resultante da sua prestação fica inteiramente na sua posse;
-a possibilidade de oferecer relações a longo prazo;
-um sucesso maior com os clientes, graças ao preço acessível e às vezes negociável;
-o contacto directo dos clientes consigo, sem interferências de intermediários.

 

Quais as desvantagens em ser uma acompanhante independente? Como acompanhante independente não há ninguém que a ajude sustentar o sistema infernal desta iniciativa enquanto o sucesso e os ganhos significativos chegam bastante tarde e com dificuldade. Você passará por um período relativamente difícil, durante o qual vai aprender exclusivamente das próprias experiências (mais ou menos agradáveis) como gerir essas várias e importantes componentes da actividade que escolheu.

Aqui está um resumo de algumas desvantagens específicas:
-deve realizar por conta própria um plano de publicidade;
-deve dedicar bastante tempo à manutenção física e cosmética;
-deve pagar um fotógrafo para a realização de fotografias a um nível mais artístico possível;
-deve saber usar o computador e a internet;
-deve publicitar-se no maior número de sítios dedicados aos anúncios de acompanhantes;
-deve responder prontamente aos eventuais mensagens recebidas por email (de clientes);
-deve atrair e manter por conta própria o portfólio de clientes;
-deve perder tempo importante para expandir a sua rede de conhecidos;
-se tiver um sítio web, é necessário investir nele bastante dinheiro e dedicar muito tempo à sua manutenção, actualização constante e para torná-lo conhecido entre o maior número de utilizadores;
-quando você escolher os seus clientes, é necessário tomar as próprias medidas de segurança e protecção;
-como acompanhante independente, é mais exposta a pilhagens ou violências;
-deve assegurar-se o transporte pessoal para viajar até os locais dos clientes.

Há bastante “deve”, não há?

Contudo, há algumas pessoas ambiciosas e com um desejo forte de suceder, que não consideram essas dificuldades como desvantagens, mas sim desafios que querem ultrapassar, sabendo que no final... terão também satisfações consideráveis.

 

Quais são os conselhos mais importantes quanto à segurança por uma acompanhante? É verdade que a profissão que você escolheu implica também alguns riscos, alguns deles mesmo perigosos. Estes têm geralmente a ver com clientes imprevisíveis, ou seja aquelas pessoas que na primeira fase do encontro têm um comportamento normal, mas inesperadamente tornam-se insatisfeitos, irritados e até agressivos.

Essas manifestações têm essencialmente três motivações: doenças mentais, álcool ou drogas, ou um carácter díficil (formado pelas experiências de vida até àquela altura). Se uma doença mental é mais difícil de ser reparada, distinguir os outros dois aspectos é relativamente fácil e portanto, é absolutamente essencial que você não aceite uma continuação do encontro com tais indivíduos.

Evite também as circunstâncias-supresa, quando os parceiros chegam acompanhados por amigos. A evolução de um encontro com mais indivíduos é bastante difícil de gerir ou controlar, e a experiência íntima pode ser bastante desconfortável, se não (muitas vezes) mesmo traumática. Infelizmente, um dos principais traços característicos dos “machos” é a necessidade de dominar. E se aquele impulso instinctual incontrolável manifesta-se a nível de grupo (mesmo de dois), as coisas tendem a exteriorizar-se de uma forma realmente primitiva...

Se você não hesitar nas suas reacções e se conhecer os seus clientes tão bem a ponto de aceitá-los na intimidade também como grupo, quer dizer então que tem bastante experiência para saber como gerir esse tipo de situações e a escolha é inteiramente sua.

Eis aqui alguns breves conselhos quanto às medidas de segurança que deveria tomar em relação à própria pessoa:

-Quando você estiver no local do cliente, tenha a sua roupa e as coisas pessoais ao seu alcance. Se tiver o azar de encontrar pessoas com tendências estúpidas, é possível acabar com a roupa ou vários outros objectos escondidos (mais ou menos brincando), e recuperá-los pode implicar tempo perdido com longas conversas estéreis ou uma série de compromissos que provavelmente não seria disposta a fazer.

-Não traga consigo objectos de valor. Se por azar for roubada, isso limita as eventuais perdas ao mínimo.

-Tenha muito cuidado quando lhe oferecerem bebidas. Geralmente é bom recusar educadamente. Houve casos em que vários criminosos usaram substâncias alucinógenas ou comprimidos para dormir (escondidas nas bebidas) para realizar com mais facilidade os planos de roubo, estupro, sequestro ou tráfico de pessoas.

-É aconselhável manter sob observação qualquer cliente que entrar no seu local (se tiver um local), para saber a cada momento onde ele está e o que está fazendo. Isso é essencial na redução significativa dos contextos de roubo.

-Não deixe o dinheiro à vista. Há situações em que no final do encontro, na agitação da saída, vários indivíduos levam discretamente o dinheiro... e desaparecem.

-Não permita de ser atada... Nem sequer quando invocarem o pretexto dos “jogos eróticos”!

 

Não menos importante... Se você oferecer serviços de acompanhamento do parceiro num lugar público (restaurante, café, viagens, etc.) seja muito discreta! Não fale em voz alta, não rie às gargalhadas e não permita que os seus clientes ou as suas clientes a beijem, acariciem ou se manifestem de forma demasiado familiar consigo. Vai atrair a atenção de outros e com certeza que não quer informar todas o mundo sobre a sua profissão.

Não ligue, nem envie mensagens para aqueles que você conheceu como clientes. Uma abordagem assim pode incomodar ou simplismente criar conflitos. Algumas das pessoas que visitam você têm um parceiro de vida estável ou são casados.

Seja discreta! As suas relações com os solicitantes devem ser estrictamente profissionais e limitam-se ao tempo que vocês passam juntos. Há neste domínio uma lei não escrita, mas que você deve respeitar: “Entre os encontros, cada pessoa tem a própria vida e NÃO SE CONHECEM!”

Não peça ajuda financeira ou qualquer tipo de suporte aos clientes. As pessoas que usam os seus serviços, fazem isso precisamente por evitar as obrigações.

Não crie relações sentimentais com os homens ou as mulheres que conheceu em situações determinadas pelo seu trabalho. Quase sempre estas se desenvolvem ou terminam de maneira diferente daquilo que você imagina...